Blog

Tudo que você precisa saber sobre Marketing Multinível

 

Muito falado hoje em dia o marketing multinível, também chamado de marketing de rede, é uma forma de negócio em que a renda pode ser obtida através de vendas efetivas de produtos, serviços ou do recrutamento de outros revendedores.

Com a flexibilização de serviços e produtos atualmente no mercado surgiu entre as empresas de molde comum as marcas que utilizam do sistema de marketing de rede para crescer e obter lucros significativos para suas companhias.

Grandes fabricantes como Mary Kay, Avon, Hinode, BoulevardMonde, MonaVie, Natura, Herbalife e outras utilizam deste modelo, criado em meados de 1940, desde suas fundações até hoje para se manter no topo da lista das empresas mais sucedidas mundialmente.

Surgimento do Marketing Multinível

Marketing Multinível

Criado em meados de 1940 pelo médico, químico e industrial norte-americano Carl Rhenborg nos Estados Unidos o marketing de redes se tornou uma indústria bilionária ao redor do mundo.

Carl era um representante de vendas americanas na China e percebeu neste país que boa parte da parcela de sua população sofria de desnutrição devido a carência de vitaminas e nutrientes em suas dietas.

Desse modo, após anos de pesquisa ele desenvolveu um composto que chamou de Vita-Six, mais tarde rebatizado para Vita Sol, a base de nutrientes vegetais que é considerado o primeiro suplemento vitamínico a ser disponibilizado no mercado, assim surgindo sua empresa a Nutrilite.

Rhenborg iniciou a venda do Vita Sol em sua casa mesmo onde realizava a propaganda do seu produto pelo método popularmente conhecido como “boca-a-boca”, que consiste em ir conversando com as pessoas e expondo seus produtos de maneira falada.

Por volta de 1945 ele fechou acordos com a Mitinger & Casselberg Inc. transformando-a em uma revendedora autorizada do Vita Sol, elevando os patamares financeiros da distribuidora à níveis gigantescos.

Ao longo dos anos outras empresas foram surgindo no ramo do marketing multinível, como a Amway no ramo de produtos de limpeza que iniciou suas atividades em 1959 através da dupla de amigos Jay Van Andel e Rich DeVos.

O método de vendas foi totalmente legalizado por volta de 1978 onde foi criada a World Federation of Direct Selling Association (WFDSA), ou Federação Mundial das Associações de Vendas Diretas, órgão que regulamenta a prática.

No Brasil a modalidade chegou por volta de 1950 com a distribuidora de produtos de beleza e higiene Avon e ao longo das décadas foi recebendo empresas como HerbaLife, Natura, Mary Kay e Amway.

O órgão regulamentador do país é Associação Brasileira das Empresas de Venda Direta (ABVED), filiada à Federação Mundial das Vendas Diretas, que conta hoje com aproximadamente 65 empresas associadas.

Funcionamento

De maneira bem direta, o marketing de redes é um sistema de vendas de serviços e produtos onde um revendedor se filia à uma grande fabricante passando a revender seus serviços e obtendo lucro através da distribuição destes e arrecadação de novos revendedores.

O esquema toma por base um sistema de distribuição dos produtos de uma grande marca através de uma rede de funcionários independentes que ficam encarregados das vendas por meio de suas próprias “minis redes” de vendas.

O esquema funciona da seguinte forma: Um vendedor independente de uma grande marca fica encarregado por distribuir seus serviços para uma cartela de clientes e arrecadar novos vendedores para a franquia.

Assim este revendedor inicial se torna uma espécie de gerente desta nova rede de vendedores que ele arrecadou e lucra com base em suas vendas e nas vendas dos seus próprios funcionários independentes.

As empresas crescem neste modelo de mercado através justamente do crescimento destas cadeias de revendedores individuais com seu núcleo de vendedores independentes, da mesma forma que funciona uma loja física com gerentes e atendentes só que de forma totalmente autônoma.

Desta forma as empresas que adotam o sistema de marketing de redes se estruturam da mesma maneira que empresas físicas, com seus núcleos de CEO’s, departamentos de vendas, FAQs, departamentos de marketing, setor de operações e distribuição e afins.

O esquema oferece ao seus afiliados autonomia de trabalho, chances de crescimento pessoal e sucesso financeiro alcançando mais mercado consumidor a cada ano que passa e se mostrando extremamente eficiente nos moldes econômicos vigentes.

Marketing multinível não é o mesmo que esquema de pirâmides

O marketing multinível muitas vezes é confundido com o sistema de pirâmides pois suas formas de serem difundidas na população acabaram se tornando muito parecidas.

Porém o marketing de redes é um processo totalmente legalizado e que se distingue do esquema de pirâmides por fornecer aos seus funcionários independentes planos de carreia, capacitações, prêmios, bônus e obtenção de lucros através da venda e arrecadação de novos vendedores, sendo este último o principal motivo de diferença entre os dois sistemas.

O marketing multinível é hoje a nova tendência de mercado, se mostrando como uma ferramenta de venda inteligente e de sucesso que oferece um modelo de remuneração em cadeia para seus afiliados mantendo assim a força das vendas de seus serviços e o interesse de possíveis novos vendedores.

 

Você também pode começar um negocio totalmente do zero na internet = > quero saber mais sobre marketing multinível

 

Descubra como consegui faturar um bom dinheiro por mês sem sair do meu antigo emprego  :)

100% livre de spam.